“Um Maluco no Pedaço”: Ator perde ação sobre direito autoral da dança de Carlton

Alfonso Ribeiro, astro de “Um Maluco no Pedaço”, perdeu na Justiça a ação contra os criadores do game “NBA 2k”. O objetivo do ator era adquirir o direito autoral da famosa dança do seu personagem Carlton. As informações são do site The Independent.

Segundo o ator, os movimentos vistos no game “NBA 2K” seriam uma mera cópia dos passos desenvolvidos por ele, com direito a uma música de fundo que adapta o instrumental de “It’s Not Unusual”, do cantor Tom Jones, dançada por Carlton nos episódios da série dos anos 90.

Segundo o site, o órgão responsável por avaliar os direitos autorais dos Estados Unidos afirmou que os movimentos eram de rotina, e não coreografados. Uma audiência está marcada para 18 de março.

O ator ainda processa os criadores do game “Fortnite” pelo mesmo caso. A ação continua na Justiça.

“Roubo”

Em um vídeo de 2012, Alfonso admitiu que “roubou” a coreografia dos atores Courteney Cox e Eddie Murphy. Ele disse na ocasião ter copiado os passos da atriz no final do clipe de “Dancing in the Dark”, do cantor Bruce Springsteen, e do ator em sua famosa “White Man Dance”, que ridiculariza a forma desengonçada como as pessoas brancas costumam dançar.

Em outras entrevistas, sem usar o verbo “roubar”, Ribeiro já havia atribuído aos dois a inspiração para desenvolver os movimentos.

Segundo ele, a ideia era criar uma dança típica de um homem branco, conceito por trás do personagem Carlton, o primo rico e engomado de Will Smith em “Um Maluco no Pedaço”.

Compare abaixo a dança do ator com a reprodução no game “Fortnite”.

--------------------
Você sabia que o Cinemagem também está no Instagram, no Facebook e no Twitter? Então não perca tempo e siga a gente por lá.